|  Por Justiça Global

Nota de repúdio ao ataque homofóbico ao jornalista Fernando Soares

Nós, jornalistas e trabalhadores da comunicação, repudiamos o ataque homofóbico ao jornalista Fernando Soares, colaborador da Agência de Notícias das Favelas (ANF), ocorrido na noite deste sábado, dia 18, no bar Sinuca de Bico, na Lapa. Fernando foi alvo de inúmeras agressões, porque os homens pensaram que ele era gay. Fernando não é gay e foi brutalmente atacado com um soco, fazendo com que batesse a cabeça e desmaiasse. Fernando foi internado com lesão no cérebro e ainda teve a mandíbula fraturada. E se Fernando fosse gay? E se todos fôssemos gays?

Como jornalistas e trabalhadores da comunicação, é nosso dever combater a homofobia em nossas matérias e publicações. É nosso dever denunciar toda e qualquer prática de discriminação. É nosso dever combater todo e qualquer comentário homofóbico. Lutamos por uma sociedade livre de preconceitos e defendemos a diversidade sexual.

Repudiamos este ato de violência contra o jornalista Fernando Soares e todo e qualquer tipo de violência.

Chapa Sindicato é pra lutar
Luta, Fenaj! RJ
Comunicadores populares RJ