|  Por Aline Dias

O Povo Palestino Tem o Direito de Ter o seu Próprio Estado, Livre, Democrático e Soberano! Estado da Palestina Já!

486146_450413318349402_742504294_nUma paz justa e duradoura pressupõe a criação, de fato, do Estado da Palestina, e a inclusão deste como seu membro pleno com todos os direitos e deveres que tal decisão implica. O reconhecimento de um Estado palestino soberano, baseado no fim da ocupação, na erradicação dos assentamentos e no retorno dos refugiados atende aos interesses fundamentais dos povos da região.

Repudiamos ainda o muro do Apartheid ou Muro da Vergonha – que foi declarado ilegal pelo Tribunal Internacional de Justiça –, que hoje já tem cerca de 750 km de extensão e que proíbe a livre circulação de pessoas e produtos entre as cidades e vilas palestinas e confisca vastas áreas agrícolas dos palestinos.

Apoiaremos todas as mobilizações populares d@s palestin@s que lutam por seus direitos inalienáveis ao retorno, ao seu Estado e à sua autodeterminação. Nós, militantes de organizações representativas do povo brasileiro, afirmamos: apoiar o povo palestino é apoiar todos os povos em sua caminhada de paz, justiça e liberdade!

Ouçam as vozes do povo brasileiro: Estado da Palestina Já!

Porto Alegre, 29 de novembro de 2012.

Instituições e Organizações Nacionais Brasileiras: Partido dos Trabalhadores – PT; Partido Comunista do Brasil – PCdoB; Partido Socialista Brasileiro – PSB; Partido Pátria Livre – PPL; Central Única dos Trabalhadores – CUT; Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil – CTB; Central Geral dos Trabalhadores do Brasil – CGTB; Força Sindical – FS; União Geral dos Trabalhadores – UGT; Nova Central Sindical dos Trabalhadores – NCST; Organização Continental Latino-Americana e Caribenha de Estudantes – OCLAE; União Nacional dos Estudantes – UNE; União Brasileira de Estudantes Secundaristas – UBES; União da Juventude Socialista – UJS; Federação Democrática Internacional de Mulheres – FDIM; Marcha Mundial de Mulheres – MMM; União Brasileira de Mulheres – UBM; Confederação das Mulheres do Brasil – CMB; União de Negros pela Igualdade – UNEGRO; Congresso Nacional Afro-Brasileiro – CNAB; Movimento Negro Unificado – MNU; Confederação Nacional das Associações de Moradores – CONAM; Conselho Mundial da Paz – CMP; Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos e Luta pela Paz – Cebrapaz; Federação das Entidades Árabes – FEARAB (das Américas, do Brasil e de SP); Federação Árabe-Palestina do Brasil – FEPAL;

Outras Entidades e Instituições da Campanha: Associação Beneficente Islâmica do Brasil – ABIB (Mesquita do Brás); Instituto Brasileiro de Estudos Islâmicos – IBEI; Instituto Jerusalém do Brasil – IJB; Biblioteca e Centro de Pesquisa América do Sul-Países Árabes – BibliASPA; Sociedade Palestina de São Paulo; Movimento El Marada no Brasil; Movimento Patriótico Livre – MPL (Líbano); Portal Arabesq; Jornal Al Nur Gazeta Árabe Brasileira; Revista Sawtak; Portal Vermelho; Sempre Viva Organização Feminista – SOF; Centro Feminista “8 de Março”; União Estadual dos Estudantes de SP – UEE/SP; União Paulista dos Estudantes Secundaristas – UPES; Centro de Memória da Juventude – CEMJ; Associação Nacional de Pós-Graduação – ANPG; Grupo Kilombagem; Nação Hip Hop; Sindicato dos Radialistas do Estado de SP.