O Observatório Direitos Humanos, Crise e Covid-19 lançou o Informe ‘Desconstituição dos Serviços Públicos no Brasil’

Inicio Noticias y análisis O Observatório Direitos Humanos, Crise e Covid-19 lançou o Informe (...)

O Observatório Direitos Humanos, Crise e Covid-19 lançou o Informe ‘Desconstituição dos Serviços Públicos no Brasil’ com dados das áreas da educação, saúde, segurança alimentar e políticas socioambientais durante o período mais crítico da pandemia no país.

O ODH verificou como a atuação do governo federal produziu significativos impactos nos direitos sociais e nos direitos humanos. O estímulo ao ódio e à violência por parte do presidente da República, as disputas entre os poderes e entre os entes federativos, a interrupção dos ciclos de políticas públicas e o desfinanciamento das políticas sociais produziram a maior e mais grave crise de toda história brasileira, desde 1988. Os indicadores apontam que os maiores impactados nas violações dos seus direitos foram a população negra, os povos e comunidades tradicionais, as mulheres e as pessoas LGBTQIA+.

Os dados na área da saúde comprovam que o governo federal abandonou o povo brasileiro à própria sorte durante a pandemia de Covid-19. O Programa Nacional de Imunizações (PNI), responsável pelo controle das doenças no país, está abandonado desde 2021, com sérios riscos de doenças que antes eram consideradas controladas ou extintas, poderem voltar a se alastrar e ameaçar a vida da população.

Além disso, a pandemia da Covid-19 já matou cerca de 700 mil brasileiros e não tem ninguém para coordenar a área responsável pela vacinação!

Leia mais e acesse o estudo completo:

https://observadhecovid.org.br/pesquisas/o-observatorio-direitos-humanos-crise-e-covid-19-lanca-o-informe-desconstituicao-dos-servicos-publicos-no-brasil

 



Comments are closed.