Justiça Global acompanha investigação sobre assassinato de trabalhadores rurais no Paraná

Inicio Noticias y análisis Justiça Global acompanha investigação sobre assassinato de trabalhadores rurais no (...)

trabalhadores rurais assassinados no paranaA Justiça Global realiza missão, em conjunto com organizações e entidades, como observadora externa de direitos humanos no município de Quedas do Iguaçu, região sudoeste do estado do Paraná. A missão busca acompanhar as investigações sobre o assassinato de dois trabalhadores rurais na tarde do dia 07 de abril. O atentado às famílias do Acampamento Dom Tomás Balduíno deixou também dois trabalhadores feridos.

Nesta quarta (11) e quinta-feira (12) será realizada a reconstituição da cena do crime no assentamento em Quedas do Iguaçu, com peritos da Polícia Federal, que também conta com o acompanhamento da Comissão de Direitos Humanos da OAB. Estão ainda previstas agendas com autoridades envolvidas nas quatro frentes de investigação: Polícia Civil, Polícia Militar, Polícia Federal, e também com o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), órgão de investigação que congrega membros do Ministério Público, Polícia Civil e Polícia Militar.

O atentado ao Acampamento Dom Tomás Balduíno é uma das brutais evidências do acirramento da violência no campo. Apenas no ano de 2016, 24 defensores de direitos humanos foram assassinados, todos ligados à luta por terra e território. O recrudescimento da violência expõe a chaga aberta da injustiça fundiária no país, e aponta para a necessidade de enfrentamento das causas estruturais que colocam em risco a vida e integridade física de mulheres e homens que atuam na linha de frente da defesa dos direitos humanos no país.

Déjenos su opinión

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *