Nota de repúdio ao indiciamento de Claudia Favaro e a perseguição a movimentos populares em Porto Alegre

Inicio Noticias y análisis Nota de repúdio ao indiciamento de Claudia Favaro e a (...)
Claudia Favaro

A Campanha Somos Todxs Defensorxs, coordenada por Plataforma de Direitos Humanos – Dhesca Brasil, Movimento Nacional de Direitos Humanos, Justiça Global e Intervozes – Coletivo Brasil de Comunicação Social, vem por meio desta nota repudiar com veemência as ações de perseguição à movimentos sociais e defensoras e defensores de direitos humanos de Porto Alegre (RS).

Na semana passada, o Ministério Público incluiu a militante Claudia Favaro no inquérito que averigua danos ao patrimônio em episódio ocorrido no Ginásio Tesourinha no ano passado.

Em março de 2014, a Prefeitura de Porto Alegre organizou uma audiência pública no ginásio que teria como objetivo debater o transporte público na capital gaúcha, mas, acusada por movimentos populares de ser uma “farsa”, acabou interrompida logo em seu início. Com menos de meia hora de audiência, integrantes do Bloco de Lutas pelo Transporte Público, que tomavam as arquibancadas, entraram na quadra, espaço reservado para os procedimentos oficiais. Com a confusão, recheada de violência policial, rojões e com alguns objetos do ginásio danificados, a audiência acabou cancelada, para mais tarde cinco ativistas serem indiciados acusados de “dano ao patrimônio”.

No ano passado a campanha divulgou um vídeo no qual Claudia denuncia os abusos cometidos pelo poder público. Ela tem atuado em diversos movimentos populares e se dedicado a acompanhar e participar da luta por moradia em ocupações de Porto Alegre.

A Campanha Somos Todxs Defensorxs foi criada com o objetivo de dar visibilidade a casos de defensoras e defensores de direitos humanos que sofrem ameaças em razão de sua atuação e repudia todo e qualquer tipo de perseguição movimentos sociais e militantes dos direitos humanos.

Somos Todxs Claudia!
Somos Todxs Defensorxs!

Leia também: Claudia fala sobre o caso que resultou em seu indiciamento

Déjenos su opinión

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *