Começa o julgamento dos políciais da UPP que assassinaram o jovem Johnatha Oliveira, na favela de Manguinhos, no Rio

Home News and analyses Começa o julgamento dos políciais da UPP que assassinaram o (...)

O policial responsável pelo disparo foi indiciado pelo crime de homicídio culposo e continua trabalhando na UPP da favela normalmente.

Na próxima segunda-feira, dia 09 de fevereiro, às 13h, será realizada a primeira audiência do caso Johnatha de Oliveira Lima. O rapaz foi assassinado, aos 19 anos, com um tiro pelas costas por policias da UPP Manguinhos, em 14 de maio do ano passado, enquanto levava um pavê para a avó.

A partir das 10h30, moradores de Manguinhos e familiares de vítimas de violência policial farão ato em frente ao Tribunal de Justiça do RJ (Av. Erasmo Braga, 115 – Centro).

Nesta sexta-feira, dia 6, às 14h, o Fórum de Juventude do Rio de Janeiro e organizações de Direitos Humanos farão tuitaço contra o genocídio da juventude negra. #JustiçaparaJohnath #Pelofimdogenocídiodajuventudenegra

***

UPP Manguinhos e o histórico de execuções:

Johnatha não foi o único caso de jovem assassinado covardemente por policiais da UPP. Os PM’s também estão envolvidos nas mortes de Mateus Oliveira Casé, 17 anos; Paulo Roberto Pinho de Menezes, 18 anos; e Afonso Maurício Linhares, 25 anos.

Maheus foi vitima de uma parada cardíaca. O jovem foi eletrocutado por um policial durante uma abordagem. Paulo Roberto foi espancado até morte por PM’s. Afonso Maurício foi assassinado com um tiro no rosto, enquanto jogava futebol.

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *