Cristiane Faustino é eleita presidente da Justiça Global

Home News and analyses Cristiane Faustino é eleita presidente da Justiça Global

– Cristiane Faustino, do Instituto Terra Mar, será presidente no próximo quadriênio

O ano de 2022 encerra com muitas novidades na governança da Justiça Global. Na mesma assembleia anual, que aconteceu no dia 20 de dezembro, Cristiane Faustino (foto de capa), do Instituto Terramar e da Rede Brasileira de Justiça Ambiental, foi eleita presidente da Justiça Global. Ela ficará à frente do Conselho Deliberativo da organização pelo próximo quadriênio (2022-2026), período em que a Justiça Global completará 25 anos de atuação. A advogada Andressa Caldas, do Instituto de Políticas Públicas em Direitos Humanos do MERCOSUL (IPPDH), foi eleita vice-presidente. Andressa integrou a Justiça Global entre 2001 e 2014. O Conselho Deliberativo ainda é formado pela Alessandra Montgomery, advogada, diretora de programas da Anistia Internacional, que também integrou a organização de 2013 a 2017, e Roberto Monte, coordenador do Centro de Direitos Humanos e Memória Popular (CDHMP) e um dos fundadores da Justiça Global.

No Conselho Financeiro estão Nadejda Marques, PhD em Direitos Humanos e Desenvolvimento pela Universidade Pablo de Olavide e uma das fundadoras da Justiça Global, e Paula Maíran, jornalista e defensora de direitos humanos. No Conselho Consultivo, foram nomeados Eduardo Fernandes de Araújo, fundador da ONG Dignitatis e professor do Departamento de Ciências Jurídicas da UFPB, e Mikael Carvalho, jornalista e coordenador geral da Justiça nos Trilhos (JnT).

Sejam bem vindas e bem vindos, temos a certeza que vocês farão da Justiça uma realidade!