|  daniela fichino

Do legado fez-se espólio: chamada para publicação sobre o impacto da era dos megaeventos no Rio

capa_legadoespolio

De quatro em quatro anos, o ciclo se repete. Desde os Jogos Panamericanos, em 2007, até a realização dos Jogos Olímpicos, em 2016, um modelo de desenvolvimento urbano excludente foi concebido e executado, voltado aos interesses do grande capital nacional e estrangeiro, e dos arranjos políticos ali imiscuídos. O “legado” fez-se espólio, arrastando o estado do Rio de Janeiro para a maior crise econômica e política de sua história, aprofundando de modo atroz os processos de segregação sócio-espacial, de controle e privatização do espaço público, de militarização da cidade e extermínio da população negra e pobre.

A Justiça Global abre uma chamada para a revista especial “Do legado fez-se espólio: megaeventos, violações de direitos humanos e luta social na cidade do Rio de Janeiro”. Serão aceitas contribuições de ativistas, pesquisadoras e pesquisadores, lideranças sociais, estudantes, artistas, prescindindo-se a vinculação formal a uma universidade ou centro de pesquisa.

As contribuições enviadas podem ter o formato de ensaios, artigos acadêmicos, crônicas, e também de caráter artístico, como poemas, letras de música, charges e fotografias, que apresentem uma reflexão ou análise da era dos megaeventos, do modelo de cidade posto em prática na última década, e suas consequências para moradoras e moradores da cidade do Rio de Janeiro. Serão especialmente consideradas pela comissão de seleção as contribuições que versem sobre:

1. Os impactos da era de megaeventos e a luta por moradia na cidade do Rio de Janeiro;

2. A crise econômica do estado do Rio de Janeiro, no contexto de aprofundamento de um modelo de desenvolvimento excludente e do avanço de políticas de austeridade;

3. A relação entre as empresas e corporações transnacionais e a realização de eventos esportivos, e suas consequências sobre os arranjos políticos e financeiros no estado e no país;

4. A crise política do estado do Rio de Janeiro e sua relação com a realização dos megaeventos esportivos;

5. A era perdida da insegurança pública e o aprofundamento do genocídio do povo negro;

6. O sistema prisional no estado e o avanço da política de encarceramento em massa;

7. As jornadas de junho de 2013 e seus reflexos na luta social e na conjuntura política nos últimos cinco anos;

8. A criminalização dos movimentos sociais e ativistas, o cerceamento à liberdade de manifestação e a ameaça a jornalistas, comunicadores populares e midiativistas.

A publicação será lançada no segundo semestre de 2018, em formato impresso e virtual.

FORMATO PARA AS CONTRIBUIÇÕES

As contribuições devem ser enviadas para contato@global.org.br em formato eletrônico (.doc) utilizando as seguintes normas:

Extensão: Cada texto deve ter entre 5.000 – 20.000 caracteres (incluindo espaços) – exceto para contribuições de caráter artístico.

Fonte: “Times New Roman”, tamanho 12, e espaçamento de linha 1,5 cm.

Biografia da autora/autor, com no máximo 50 palavras.

Resumo, com no máximo 150 palavras.

Data de escrita do texto: serão aceitas contribuições produzidas a partir de 2007, incluindo textos e imagens que recuperam a luta social na cidade do Rio de Janeiro desde a realização dos Jogos Panamericanos.

Prazo para envio prorrogado até 20 de Agosto.