O que fazemos

Início O que fazemos

Nossas estratégias

Atuamos em diversas frentes de forma articulada para potencializar o impacto do nosso trabalho e garantir direitos plenos para todas as pessoas.

PESQUISA E DOCUMENTAÇÃO

Realizamos o acompanhamento de casos emblemáticos e elaboramos relatórios temáticos ou regionais, por meio da coleta de informações, produção e sistematização de dados, pesquisas de campo (missões in loco) e de entrevistas diretas de vítimas de violações de direitos humanos, de modo a divulgar conhecimento e subsidiar o monitoramento, as denúncias, os debates e as políticas públicas sobre questões estruturais de direitos humanos.

Formação

Organizamos seminários, debates, intercâmbios e cursos sobre os temas de atuação, bem como oficinas sobre estratégias de proteção integral para defensoras/es de direitos humanos e sobre o acesso aos mecanismos internacionais de proteção dos direitos humanos. Além disso, produzimos materiais educativos e de mobilização para divulgar, ampliar e fortalecer o conhecimento sobre os direitos de povos, comunidades, grupos sociais e territórios.

LITÍGIO ESTRATÉGICO

Atuamos no Sistema Interamericano de Direitos Humanos da Organização dos Estados Americanos (OEA) e nos mecanismos de proteção aos direitos humanos da Organização das Nações Unidas (ONU) visando a responsabilização, reparação e justiça, por meio do envio e acompanhamento de petições de casos e denúncias, solicitações de medidas cautelares, participação em audiências e comitês temáticos, elaboração de amicus curiae, envio e acompanhamento de informes para procedimentos especiais, bem como no assessoramento de visitas de relatores especiais ao Brasil.

COMUNICAÇÃO

Produzimos materiais de divulgação e de mobilização em diversas linguagens sobre os temas de atuação da instituição, bem como oferecemos subsídios à imprensa com sugestões de pauta, informações, contrapontos e análises, para visibilizar conflitos, sujeitos e resistências, de modo a amplificar denúncias e disputar narrativas. Também colaboramos com a comunicação de movimentos sociais e redes das quais fazemos parte.

INCIDÊNCIA

Monitoramos políticas públicas em direitos humanos e as ações do poder público (legislativo, executivo e judiciário) para fortalecimento de uma infraestrutura estatal democrática, com a elaboração de recomendações e realização de ações para ampliar a participação social e a observação dos direitos humanos nas tomadas de decisões, além da participação em espaços colegiados, como o Conselho Nacional de Direitos Humanos.

ARTICULAÇÃO EM REDE

Acreditamos que é fundamental fortalecer os movimentos sociais e agir em diálogo com organizações locais, nacionais e internacionais para que a participação da sociedade civil seja mais forte e eficiente. Por isso, participamos de diversas redes e construímos espaços e materiais em parcerias estratégicas com a sociedade civil. Também temos nossos canais abertos para a mobilização em torno de emergências de pessoas e grupos que tiveram seus direitos violados.