Justiça Global abre seleção para Coordenador/a de Comunicação

Início Trabalhe conosco Justiça Global abre seleção para Coordenador/a de Comunicação

A Justiça Global, organização de direitos humanos com sede na cidade do Rio de Janeiro, torna público edital para contratação de coordenador/a de comunicação. Esta seleção destina-se exclusivamente a candidatas/os negras/os, indígenas e quilombolas. O prazo de inscrição se encerra em 23 de junho.

DESCRIÇÃO DO CARGO

O/A coordenador/a será responsável pela gestão da equipe de Comunicação da Justiça Global, coordenando a estruturação e implementação da estratégia de comunicação da instituição. Caberá à coordenação organizar e conduzir os fluxos de trabalho da equipe e zelar pelos canais de comunicação internos e externos, atuando na produção e divulgação das atividades, pautas estratégicas e posicionamentos da instituição.

Candidatas e candidatos devem ter formação superior em Comunicação Social (Jornalismo, Relações Públicas, Publicidade, Marketing, ou áreas afins), com desejável experiência no terceiro setor e conhecimento das pautas de direitos humanos.

RESPONSABILIDADES E ATRIBUIÇÕES

  • Elaborar e executar o plano de comunicação da Justiça Global, estabelecendo cronograma de atividades e definição de responsáveis.
  • Gerenciar o processo de trabalho da equipe de comunicação, atuando na elaboração e acompanhamento das tarefas específicas de formulação e divulgação.
  • Zelar pelo estreito relacionamento entre a área de comunicação e as áreas programáticas da Justiça Global.
  • Desenvolver campanhas de mobilização e incidência política.
  • Gerenciar de maneira estratégica o site e redes sociais da organização.
  • Supervisionar e contribuir com ações de marketing digital.
  • Contribuir com a produção de textos, seleção e produção de imagens para mídias digitais e impressas.
  • Acompanhar e avaliar o desempenho de publicações, site e mídias sociais.
  • Nutrir boas relações com parceiros institucionais e movimentos sociais.
  • Contribuir para a organização de eventos atinentes ao trabalho da organização.
  • Supervisionar e contribuir com a redação de comunicados de imprensa, notas, artigos de opinião e demais posicionamentos institucionais.
  • Zelar pelo contato e relacionamento com jornalistas, comunicadores populares, e outros profissionais de mídia, atendendo solicitações e negociando pautas de interesse institucional.
  • Elaborar relatórios de atividades da área de Comunicação, consolidando métricas de análise de desempenho das ações da organização.
  • Demonstrar compromisso com a missão estratégica da Justiça Global.

COMPETÊNCIAS DESEJADAS

  • Excelente comunicação verbal e escrita.
  • Zelo pelo bom relacionamento interpessoal.
  • Organização, proatividade e compromisso com prazos estipulados.
  • Habilidade na resolução de problemas.
  • Capacidade de definição de prioridades.
  • Engajamento com as tarefas desenvolvidas pelas áreas programáticas da instituição.

ETAPAS DO PROCESSO SELETIVO

1. A primeira etapa do processo seletivo consistirá na análise dos documentos enviados pela candidata ou candidato, a saber:

a) Carta de apresentação com uma lauda.
b) Currículo destacando a formação e experiência em Comunicação Social (como conhecimento e uso de mídias sociais; planejamento e estratégia de conteúdos; definição, acompanhamento e análise de indicadores de desempenho de site e redes sociais; experiência em redação e assessoria de imprensa; experiência em desenvolvimento e supervisão de campanhas). O documento também deve destacar as experiências relevantes no terceiro setor, bem como o engajamento com pautas ligadas aos direitos humanos e ativismo social, quando aplicáveis.
c) Portfólio ou exemplos de matérias, trabalhos e campanhas desenvolvidas pela/o candidata/o.
d) Autodeclaração de identificação étnico/racial, conforme modelo anexo.
e) Dois contatos de referência, que possam ser acessados para relatar aspectos sobre a experiência profissional e/ou a inserção em pautas de direitos humanos da candidata ou candidato.

Os documentos deverão ser enviados exclusivamente para o e-mail contato@global.org.br, contendo o assunto “Seleção – Coordenador/a de Comunicação”. A documentação enviada de forma incompleta não será objeto de análise.

2. A segunda etapa do processo seletivo consistirá em uma entrevista com a comissão de seleção, preferencialmente realizada de forma presencial na sede da organização, no Rio de Janeiro. Excepcionalmente, entrevistas em formato virtual podem ser admitidas.

CRONOGRAMA DO PROCESSO SELETIVO

Inscrição, com envio da documentação completa – Até 23 de junho de 2023

Contato com as/os selecionadas/os para entrevistas – Até 30 de junho de 2023

Realização das entrevistas – Entre 3 e 7 de julho de 2023

Divulgação do resultado por contato telefônico – Até 14 de julho de 2023

Eventuais alterações no cronograma do processo seletivo serão divulgadas no site e redes sociais da Justiça Global.

INFORMAÇÕES ADICIONAIS

a) Regime de contratação: CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas) – 40 horas semanais.
b) Local de trabalho: Rio de Janeiro/RJ, na modalidade presencial, horário comercial, de segunda a sexta-feira.
c) Salário bruto: R$ 7.993,93.
d) Adicional de coordenação.
e) Vale alimentação.
f) Disponibilidade para viagens nacionais e internacionais.
g) Expectativa de início das atividades: 01/08/2023.