|  Por Mario Campagnani

#DESMILITARIZE – Série de vídeos aborda avanço do Estado policial e o racismo

JG2017_tirinha

A Justiça Global encerra 2017 destacando a urgente necessidade de desmilitarização, não apenas da polícia, mas da própria sociedade. Esse é o foco da nossa nova série de vídeos, a DESMILITARIZE. As imagens e depoimentos foram coletados em São Paulo, Salvador e Rio de Janeiro, de 2013 a 2015. É por meio desse recorte temporal que a Justiça Global busca mostrar que o crescimento contínuo da repressão, mortes e aprisionamentos não são por acaso, mas sim a implementação de um projeto de Estado que atinge diretamente a população negra e pobre e que, através da cultura do medo, captura mentes e corpos para o avanço da militarização como saída para a violência urbana.

No primeiro vídeo, “O Estado Policial”, acompanhamos a primeira ocupação do Conjunto de Favelas da Maré, a implementação do policiamento comunitário na Bahia, inspirado nas UPPs cariocas, e a atuação de batalhões especializados em mortes, como a Rota, de São Paulo.

No segundo, “Racismo e Estado”, percebemos como a estrutura do país foi forjada em cima da exploração e morte da população negra. Não apenas a Polícia, mas também o Ministério Público e todo o sistema de Justiça funcionam dentro de uma lógica na qual negras e negros não têm seus direitos garantidos. Casos como de Cláudia Silva Ferreira, arrastada pela viatura da PM, e de outras vítimas da violência institucional são lembrados, numa mensagem que reverbera pelos séculos de opressão e racismo.