|  Por camila

LIVE | Sarau das Mães reúne mulheres na luta por justiça e reparação

WhatsApp Image 2021-05-17 at 14.02.15-min (1)

 

Acontece nesta quarta-feira, 19, a live Sarau das Mães. O evento é gratuito e vai contar com a participação da Rute Fiuza (Mães de Maio do Nordeste),  Débora Silva (Mães de Maio de SP), Edna Carla (Mães do Curió), Mira Alves (Movimento sem teto da Bahia), Rita Ferreira (MSTB e Integrante do Coletivo Incomode) e Maria Luiz (Manifesto Musical – Cabaré Feminista). A live é realizada pelo movimento Mães de Maio do Nordeste e tem o apoio da Justiça Global, Caaf Unifesp e Conectas.

A transmissão do Sarau das Mães de Maio do Nordeste será feita por meio do link: https://www.youtube.com/watch?v=BAAksIkO9o4

Acompanhe também direto do Facebook da Justiça Global.

 

Participe!

#LutoComAsMães

#15AnosdeImpunidade

 

Como surgiu o movimento Mães de Maio

 

debora maes de maio julho negro

Débora ao centro. Militante fundou um dos movimentos mais importantes do país contra a violência policial.

 

Há exatos quinze anos, o Movimento Mães de Maio era fundado por Débora Maria Silva, mãe de Edson Rogério Silva dos Santos Silva, vítima do massacre que tirou a vida de mais de 560 jovens da periferia de São Paulo e Baixada Santista, entre 12 e 20 de Maio de 2006.

Naquele cenário terrível da história da violência policial no Brasil, Débora travou uma luta que não deve ser apagada jamais. Desde então, Débora Maria luta contra a impunidade denunciando abusos de autoridades, não só a respeito do que crime o qual seu filho foi vitimado em 2006, mas diante da violência policial que segue até os dias atuais.

“A minha luta vem do útero! Nós, mães, vamos parir uma nova sociedade, um novo Brasil!”, brada a militante de Direitos Humanos e fundadora de um dos mais importantes movimentos na luta contra a violência policial e autoritarismo do Estado. A luta do movimento Mães de Maio ultrapassou as fronteiras de São Paulo e do Brasil. Mães de vítimas de diferentes regiões do Brasil e de países como a Colômbia seguem os passos da defensora que hoje é pesquisadora da Unifesp. 

 

Mais eventos durante a semana relembram os 15 Anos dos Crimes de Maio; confira

21/05 – 19h – Roda de conversa no Centro Cultural do Campo Limpo conta com a participação das integrantes de movimentos de Mães. Participação de Débora Silva (Baixada Santista), Rute Fiuza (Salvador), Edna Carla (Ceará) e Márcia Gazza (Zona Leste – SP).

Canal de transmissão: https://www.facebook.com/ccampolimpo

 

22/05– 19h Reprise Cordão da Mentira: https://www.youtube.com/watch?v=GfbDuYlJ7F8

 

29/05– 16h   “Abolicionismo penal popular: construindo um projeto político desde baixo” – Frente pelo desencarceramento.

Canal de transmissão:

https://www.youtube.com/channel/UC3CVOItgwdzJ_UHJWAxXCtw

https://web.facebook.com/desencarceramentosp

 

30/05– 19h   “SARAU LEVANTE MÃES EM MAIO – 3° Edição. A Luta bem do Útero – Salve Mães de Maio!”. Apresentação: Bete Nagô e  Débora Silva com a participação de Débora Camilo, Nenê Surreal e Luana Hansen.

Canal de transmissão:

https://www.facebook.com/maes.demaio/

https://www.youtube.com/channel/UCQmAo46nwMPBAM3an9kbLlA

https://www.instagram.com/movimentomaesdemaio/

 

Acompanhe a programação completa e atualizada pela página do CAAF Unifesp: https://www.facebook.com/caafunifesp01

 

#lutocomasmães #15anoscrimesdemaio #15anosdeimpunidade