|  Por camila

25 anos da morte do menino Maicon – Não esqueceremos jamais!

Neste 15 de abril, completam-se 25 anos do assassinato do menino Maicon da Souza Silva, de dois anos. O crime ocorrido na favela de Acari, na zona norte do Rio de Janeiro, aconteceu após uma operação policial.

 

Maicon da Souza Silva, morto aos dois anos de idade durante uma operação na favela do Acari, no Rio de Janeiro. Créditos: Arquivo de família

Maicon da Souza Silva, morto aos dois anos de idade durante uma operação na favela do Acari, no Rio de Janeiro. Créditos: Arquivo de família

 

 

Até hoje, José Luiz Faria da Silva, pai do Maicon, luta para que a morte brutal do filho não seja esquecida. Durante todos os anos, ele protesta em frente ao Ministério Público do Rio de Janeiro, para pedir a reabertura do processo contra os policiais envolvidos na morte de Maicon. As balas que mataram Maicon e as que atingiram outra criança que brincava com ele jamais foram objeto de perícia durante as investigações do caso, que é permeado por graves falhas processuais. O caso tramita na Comissão Interamericana de Direitos Humanos na esperança que, de alguma forma, seja feita a justiça e reparação desse brutal crime cometido pelo Estado brasileiro. 

 

Zé Luís protesta em frente ao MP com a estátua de Maicon todos os anos. Foto: arquivo/Zé Luís.

Zé Luís protesta em frente ao MP com a estátua de Maicon todos os anos. Foto: arquivo/Zé Luís.

 

Em outubro do ano passado, quando Maicon completaria 27 anos de idade, o seu pai foi entrevistado para o podcast da Justiça Global e contou detalhes da sua história e da luta que travou na justiça desde a morte do filho. Para ouvir, clique no link abaixo:

Justiça para Maicon!